Via Face Sudoeste do Alto Mourão – Itacoatiara – RJ

Escalar em Itacoatiara é sempre muito bom, lugar fantástico, seguro, bonito e com várias escaladas boas para fazer.

O Juliano queria repetir a via Oswaldo Pereira com o Xandão. Eu já havia escalado essa via com o Juliano em outra oportunidade, escolhi a Via Face Sudoeste do Alto Mourão, 4° V E3 D3 485 metros, uma das vias mais clássicas de Niterói. O Alisson seria meu parceiro de cordada, mesmo a tempo longe das paredes ele estava bem empolgado para essa escalada.

Mesmo eu e o Juliano tendo estado uma vez na base dessas vias e seguindo as orientações de como chegar, acabamos dando umas perdidinhas até chegar na base da parede.

As 10 horas em ponto as duas duplas começam suas escaladas, Juliano e Xandão na Oswaldo Pereira, eu e o Alisson na Face Sudoeste.

A via é pura aderência, bem exposta e com a parede muito suja, o tempo todo precisa dar uma limpada em algum lance que precisa por o pé. A maior dificuldade que achei na verdade foi achar os grampos. Naturalmente já tenho dificuldade em achar as chapeletas mesmo que estejam no meu nariz, com a proteções bem distantes uma da outra, acabei perdendo muito tempo tentando achar as chapas.

Em uma das cordadas acabei passando uma das proteções, quando estava quase chegando na próxima chapa e olhei para traz, percebi que tinha esticado muito, e de forma alguma poderia escorregar naquele lance. Escalar E3 já é meio foda, pulando proteção então …

A escalada fluiu na maior tranquilidade, apesar do calor do Rio de Janeiro que para nós é infernal, escalamos em um ritmo bom. A dupla ao lado também seguia na mesma pegada, só quase no final da via, na P8, que perdemos contato visual com o Juliano e o Xandão.

As 14:30 da tarde, depois de 4:30 de escalada chegamos no cume do Alto Mourão. O tempo colaborou com um dia perfeito apesar do calor. Cada um levou 3 litros de água que quase não foram o suficiente.

Não demorou muito para a outra dupla também atingir o cume, só o Xandão que estava reclamando que na sexta enfiada já tinha matado toda sua água.

A descida do cume até a estrada que fica do outro lado do Alto Mourão leva uns 50 minutos de caminhada. O problema é retornar a pé até a entrada do Parque do Tiririca onde deixamos o carro. Para nossa sorte conseguimos uma carona na caçamba de uma caminhonete rsrs, a carona acabou nos poupando a metade da caminhada que teríamos que fazer.

Escalada fantástica com a Piazada do Nas Nuvens Montanhismo, agora todos só queriam saber de uma coisa, comer e tomar uma boa cerveja!!!!

Valeu pela parceria Piazada.

Vida longa NNM!!!!

 

Piazada animada para as 12 horas de estrada até o Rio de Janeiro.

Piazada animada para as 12 horas de estrada até o Rio de Janeiro.

Arrumando tudo para escalar.

Arrumando tudo para escalar.

Para quem vai escalar na Serra da Tiririca só precisa assinar um Termo de Responsabilidade na entrada do Parque.

Para quem vai escalar na Serra da Tiririca só precisa assinar um Termo de Responsabilidade na entrada do Parque.

Seguindo o relato do Guia de Itacoatiara, depois da Garganta, esse é o Bloco da Isca.

Seguindo o relato do Guia de Itacoatiara, depois da Garganta, esse é o Bloco da Isca.

Eu guiando a primeira enfiada da via, o primeiro grampo fica a uns 10 metros do chão, a arvore é um bom ponto de referencia para começar a escalar. Alguns metros subindo a esquerda da via Oswaldo Pereira.

Eu guiando a primeira enfiada da via, o primeiro grampo fica a uns 10 metros do chão, a arvore é um bom ponto de referencia para começar a escalar. Alguns metros subindo a esquerda da via Oswaldo Pereira.

P1 da via Sudoeste

P1 da via Sudoeste

Eu e o parceiro Alisson

Eu e o parceiro Alisson

Pontinho vermelho na parede, Juliano guiando a segunda enfiada da Via Oswaldo Pereira.

Pontinho vermelho na parede, Juliano guiando a segunda enfiada da Via Oswaldo Pereira.

Juliano e Xandão na via ao lado da nossa.

Juliano e Xandão na via ao lado da nossa.

Aqui fica mais fácil de encontrar a dupla.

Aqui fica mais fácil de encontrar a dupla.

Recentemente foi trocado os grampos de proteção, grampos químicos foram instalados substituindo os antigos.

Recentemente foi trocado os grampos de proteção, grampos químicos foram instalados substituindo os antigos.

Começando a ganhar altura.

Começando a ganhar altura.

Rio de Janeiro ao fundo.

Rio de Janeiro ao fundo.

Alisson guiando

Alisson guiando

P5 se não me engano, parede bem suja.

P5 se não me engano, parede bem suja.

Visual durante toda a escalada.

Visual durante toda a escalada.

Na foto não da para ver, mais cada vez mais a parede fica suja e um pouco escorregadia.

Na foto não da para ver, mais cada vez mais a parede fica suja e um pouco escorregadia.

Parada para o lanche dos marmanjos.

Parada para o lanche dos marmanjos.

Cume do Alto Mourão, depois de 4:30 de escalada sobre o sol forte chegando ao final da via.

Cume do Alto Mourão, depois de 4:30 de escalada sobre o sol forte chegando ao final da via.

Maricá ao fundo

Maricá ao fundo

Natan, Xandão, Alisson e Juliano. Vida longa NNM!!!!

Natan, Xandão, Alisson e Juliano. Vida longa NNM!!!!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Spam Protection by WP-SpamFree