Via O Jardineiro – Itatim-BA

Ainda estava um pouco cansado da escalada de ontem no Arco da Toca, Itatim não é um lugar corriqueiro para mim, então queria aproveitar mais um dia de escalada mesmo que o pé estivesse meio quadrado.

Saímos para escalar no Enxadão logo após o almoço, pois é nesse horário que o sol deixa de pegar na parede, assim aliviando um pouco o calor. Mais tarde me arrependi de não ter entrado um pouco mais cedo para escalar, se tivesse entrado uma hora mais cedo teria me ajudado no final da via.

Levei uns 15 minutos do carro até a base da parede, não tive problema em achar a base da via, a mesma tem uma plaquinha de madeira escrito “O Jardineiro”.

As 13:30 comecei a escalar meio apreensivo quando vi a verticalidade da parede.

As primeiras enfiadas não tiveram segredo, a medida que avançava a parede ficava cada vez mais vertical e mais exigente. A Michelle reclamava algumas vezes da parede suja, “porra Natan, não pensei que pegaria uma parede suja desse jeito aqui em Itatim”.

Cada enfiada era muito bem trabalhada, depois de ter passado um dos crux da via achei que a escalada daria uma aliviada, mas que nada, toda enfiada era exigente. Escalamos concentrados e focados no que estávamos fazendo, só no dia seguinte quando fui ver as fotos, que percebi que tínhamos tirado poucas vezes o celular para registrar o momento de tão focados que estávamos.

No final do dia escutei um grito, vindo lá de baixo onde estava o carro, era o Marcelo do refúgio que foi dar um “alô” para nós. Nesse momento estava chegando na penúltima parada, dali dei segue para Michelle, quando ela chegou percebemos que estava na hora de colocarmos nossas lanternas.

No croqui tinha mais uma enfiada até o cume para finalizar a via, mas no meio da enfiada tinha uma parada dupla que foi desconsiderada já que tinha no máximo 20 metros de escalada entre ela e o cume. Já era noite quando comecei escalar dentro daquela pequena chaminé, aos poucos fui ganhando altura até chegar na parada “desconsiderada”, achei melhor ficar por ali mesmo, já era noite, eu não tinha contato visual com a Michelle e por causa do vento não conseguia me comunicar com ela a não ser pela corda, como esses últimos 20 metros até o cume eu tinha que escalar na diagonal achei melhor ficar por ali mesmo, se desse arrasto na corda ai sim eu não teria nenhum tipo de comunicação com minha parceira, nem pela corda.

Depois de vencer os últimos 20 metros de escalada chegamos ao cume do Enxadão, finalizando nossa escalada na via O Jardineiro, era 7 horas da noite, mas não se engane, mesmo no horário de verão, em Itatim escurece bem mais cedo do que na região sul do Brasil.

Já estava tudo escuro mesmo, o negócio foi aproveitar, tomar um suco, comer alguma coisa e admirar aquele céu estrelado do sertão da Bahia.

Não tivemos problema no rapel, deu para emendar várias vezes duas enfiadas em um rapel, já que as enfiadas eram de 30 metros. Descemos bem cautelosos, qualquer coisa que se faça a noite precisa o dobro de atenção.

Para finalizar o dia de escalada ainda rolou uma perdidinha na descida até o carro, como a trilha não é bem definida, acabamos se batendo um pouco para encontrar o estacionamento, o engraçado que só achei por causa que a placa do carro refletiu na luz da lanterna, um pontinho branco longe da onde estávamos.

Escalada muito boa, Michelle como sempre sendo uma excelente parceira, em um ótimo dia de escalada na montanha, encerramos o ano de 2017 em alto estilo!!!!!

Enxadão

Enxadão

Base da via, tem uma plaquinha com o nome da via mostrando aonde ela inicia.

Base da via, tem uma plaquinha com o nome da via mostrando aonde ela inicia.

Eu na primeira enfiada. Da pra ver a linha da escalada no meio da vegetação.

Eu na primeira enfiada. Da pra ver a linha da escalada no meio da vegetação.

Michelle escalando a primeira enfiada.

Michelle escalando a primeira enfiada.

Uma imagem melhor da linha da via.

Uma imagem melhor da linha da via.

Michelle

Michelle

Itatim ao fundo.

Itatim ao fundo.

Só na parede da para ver o quanto ela é vertical.

Só na parede da para ver o quanto ela é vertical.

Michelle na parada, 30 metros a baixo.

Michelle na parada, 30 metros a baixo.

Itatim a noite.

Itatim a noite.

Cume do Enxadão

Cume do Enxadão

No dia seguinte depois da escalada no Enxadão.

No dia seguinte depois da escalada no Enxadão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Spam Protection by WP-SpamFree