Ainda não foi dessa vez – Via Deus e o Diabo

Via Deus e o Diabo no Ferraria, uma escalada que a um bom tempo queria fazer e nesse feriado rolou a oportunidade de entrar nela.

Quase todos os meus parceiros de escalada e minha esposa já tinham compromisso para o feriado, lembrei do Italo de Ponta Grossa que também queria entrar nessa via e acabou aceitando meu convite.

Apesar do feriadão ser de 4 dias, só precisaríamos na teoria de 2 dias, mas sempre é bom deixar um pelo menos de garantia caso as coisas não saiam como o planejado.

Italo levou seu parceiro de escalada Marcio, figurassa que venho para somar nessa trip.

Começamos a caminhada na Fazenda Rio das Pedras as 10 horas da manhã seguindo pela trilha do Cristovão. Os últimos dias estavam fazendo um calor infernal com a mesma previsão para os próximo dias.

Caminhávamos bem, acho que a ansiedade de começar a escalar ajudou bastante o tempo passar que nem percebemos que as horas voavam no relógio.

Levamos 1:50 da fazenda até o rio que desce do Ferraria, local onde abastecemos toda a água que precisávamos levar, em torno de 5 litros cada um.

Descendo a trilha sentido Bairro Alto saindo do Rio do Ferraria são 20 minutos de caminhada, a entrada fica a direita, quando o relevo a sua direita deixa de ser barrando para cima e vira uma descida, vc vai perceber que a trilha é tomada por uma vegetação com folhas bem largas (foto a baixo), vai ter uma marcação com fita indicando o início da trilha.

O caminho está bem marcado com fitas amarelas e brancas, cruza vários vales até chegar em um rio seco, nesse ponto é só seguir pelo vale que sai direto na base da via Deus e o Diabo. (a baixo algumas fotos para ajudar na orientação)

Levamos 5 horas de caminhada até a base da via, tínhamos pouco tempo de luz para escalar até a P4 antes de anoitecer.

A estratégia era um guiar, o segundo escala traz a retinida e o terceiro sobe jumariando trazendo o a agua de todo mundo.

As primeiras enfiadas são tranquilas, na segunda enfiada tem um lance em buraco de cliff tranquilo de fazer, eu que sou baixo consegui passar o lance no limite.

No platô da P4 eu e o Marcio dormimos largados no chão e o Italo de rede, lugar bem tranquilo para passar a noite.

Depois da janta pegamos o nascer da lua cheia, alucinante, só que já viu ao vivo e a cores sabe o quão lindo que é um negócio desse.

Sexta as 8 horas da manhã já estávamos escalando, Italo tentou algumas vezes a saída da quinta enfiada mais passou a guiada pra mim para não perdemos tempo. Saída ruim, tive que passar o lance com um cliff e continuar a escalada, depois de um vara mato a via cai em uma fenda que da para fazer em offwidth protegendo o inicio com uma peça 4, depois uma 3 e para cima a gosto de cada um, fenda bem ruim e bem suja também.

Marcio escalou de segundo e o Italo jumareou. Na sexta enfiada o Marcio guiou a enfiada que tem um pendulo, bem tranquilo de fazer, a enfiada inteira em um trepa mato bem cansativo de subir.

A sétima enfiada pra mim foi a mais bonita, escalada inteira em livre, na diagonal para esquerda, 6 sup um pouco exposto com lances bem delicados. Da última proteção para a P7 uma diagonal para a esquerda que não da nem para pensar em cair, vai pendular muito caso tenha uma vaca. Analisei bastante se vale a pena passar os abaulados com as mãos ou com os pés, fui com os pés e não tive problema nenhum.

Na P7 reavaliei nossa escalada, demoramos demais para fazer três enfiadas, já era 1:30 da tarde, alguns estavam bem cansados e as próximas enfiadas não seriam de graça, achei melhor baixar e tentar fazer essa via em uma outra oportunidade.

As 16 horas estávamos na base da via terminando de arrumar a mochila para retornar para casa. Na volta quase chegado no rio do Ferraria encontramos o Julio Fiori e o Paulo Marinho que estavam retornando de uma outra trip pesada que tentaram fazer.

Depois de uma água em um bate papo descemos todos juntos até a fazenda, finalizando outras 5 horas de caminhada.

Escalada que mostrou que não é de facil, uma melhoradinha na estratégia e entrando em dupla acho que sai essa via. Valeu pela parceria Marcio e Italo!!!!!

 

Marcio, Natan e Italo na trilha do Cristovão.

Marcio, Natan e Italo na trilha do Cristovão.

Quando a trilha do Cristovão mudar para essa vegetação a trilha vai estar alguns metros a direita.

Quando a trilha do Cristovão mudar para essa vegetação a trilha vai estar alguns metros a direita.

Marcio e Italo na entrada da trilha arrumando a fita de indicação.

Marcio e Italo na entrada da trilha arrumando a fita de indicação.

Depois de +- 45 minutos de caminhada depois de deixa a trilha do Cristovão vai chegar nessa laje, subir pela laje e pegar a trilha a esquerda que vai descer, vai cruzar mais um peque no vale e no próximo vale seco vai começar a subir.

Depois de +- 45 minutos de caminhada depois de deixa a trilha do Cristovão vai chegar nessa laje, subir pela laje e pegar a trilha a esquerda que vai descer, vai cruzar mais um peque no vale e no próximo vale seco vai começar a subir.

Essa é a laje do vale seco que leva a parede da via Deus e o Diabo, desse ponto é só seguir até o final do vale.

Essa é a laje do vale seco que leva a parede da via Deus e o Diabo, desse ponto é só seguir até o final do vale.

Parede vista da base da via

Parede vista da base da via

Eu na P2, Italo escalando e Marcio jumareando logo em seguida.

Eu na P2, Italo escalando e Marcio jumareando logo em seguida.

Vista da P2 para a P3.

Vista da P2 para a P3.

Esta é a P3, repare na localização e na pedra que o Italo vai subir pois essa parada esta sendo tomada pelo mato e esta difícil de achar os grampos.

Esta é a P3, repare na localização e na pedra que o Italo vai subir pois essa parada esta sendo tomada pelo mato e esta difícil de achar os grampos.

Bivaque na P4

Bivaque na P4

Italo na saida da P4.

Italo na saida da P4.

Eu na P5 dando segue para o Marcio que esta no fenda suja.

Eu na P5 dando segue para o Marcio que esta no fenda suja.

Visual do Capivari.

Visual do Capivari.

Na base da via arrumando os equipos para descer.

Na base da via arrumando os equipos para descer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Spam Protection by WP-SpamFree